quinta-feira, 24 de março de 2016

Azóz, o bugbear assimétrico

O manual das raças de Tormenta é um livro fascinante, não apenas por nos apresentar mais de 30 raças (incluindo sub-raças variantes) ele apresenta uma coleção impressionante de talentos raciais criativos e inesperados. Esse conjunto abre uma enorme gama de possibilidades, permitindo que mestres e jogadores criem personagens que se desviam dos moldes clássicos, mas ainda se encaixam na salada de fantasia de Arton. Inspirado por todas essas opções, eu acabei criando alguns NPCs interessantes para aventuras em Tormenta, alguns mais criativos do que outros. Hoje conheça Azóz, o bugbear assimétrico.

Azog, um dos principais vilões dos filmes do Hobbit. Qualquer coicidência entre Azóz e Azog é mera semelhança...

"Do que esse bugbear maluco está falando? Quem é Thruin?"
_ Dorvos, paladino humano (desaparecido)

Azóz foi o primeiro e único filho de um guerreiro bugbear que liderada um grupo de bandoleiros goblinóides que por muito tempo pilhou e massacrou vilarejos de humanos e anões. Até que, quando Azóz ainda era uma criança, o acampamento dos bandidos foi atacado por um grupo de aventureiros liderados pelo paladino anão Thruin Cabeça-de-Martelo. Thruin matou os pais de Azóz enquanto seu grupo matava os restante do grupo. Ao final do combate, o anão tentou capturar o pequeno Azóz, mas este atacou o paladino e acabou tendo a mão decepada pelo machado do anão. Chocado, o pequeno bugbear fugiu e, por um milagre de Ragnar, sobreviveu ao ferimento e ainda passou muitos anos vivendo sozinho nas matas antes de se juntar a outros de sua raça. Neste período solitário, ele se aliou com lobos, wargs e outros seres vis, com os quais colabora até os dias de hoje. Durante toda sua vida, Azóz treinou não apenas para vingar sua família, mas para trucidar o maior número de humanos, anões e elfos que pudesse. Desde jovem, ele treina arduamente o braço direito com uma mareta gigantesca, o que fez com que este braço se tornasse muito mais forte que o esquerdo decepado. No braço esquerdo ele acabou implantando uma espécie de arpão, que ele usa tanto como arma quanto como defesa.

Ao que tudo indica, Azóz já matou Thruin e todos os aventureiros liderados pelo anão, assim como muitos de seus descendentes. Mas ele mesmo não acredita nisso.  Em sua doentia sede por vingança, ele frequentemente se convence de que algum grupo de aventureiros é aquele que matou sua família, oculto sob algum disfarce. Muitos foram os aventureiros que morreram sob o martelo de Azóz sem jamais entender o porquê. Além disso, Azóz é um famoso mercenário que é frequentemente contratado por sacerdotes malignos e outros vilões para liderar suas tropas.

Aparência: Azóz é um bugbear albino e careca, com várias cicatrizes no rosto e um braço muito maior que o outro. O braço menor tem um arpão (estilo Aquaman) implantado no lugar da mão. Azóz não usa armadura, apenas um cinturão e um saiote de couro e seu principal equipamento é uma enorme marreta que ele impressionantemente consegue manejar com a única mão que possui.

Um pequeno rascunho para um grande bugbear.


Estratégias e aliados: Azóz dificilmente luta sozinho, ele normalmente está cercado por hobgoblins arqueiros, bugbears bárbaros e eventualmente goblins ladinos. Mais raramente, ele pode se aliar com clérigos de Ragnar e Megalokk, mas tem muita desconfiança com conjuradores arcanos. Individualmente, a estratégia de Azóz contra inimigos armados é usar o arpão para desarma-los e o martelo para esmaga-los, depois de desarmar o inimigo ele continua atacando com as duas armas. Contra grupos de aventureiros, ele costuma mandar seu companheiro animal atacar os conjuradores arcanos.

Azóz, o bugbear assimétrico. ND 10
Bugbear Ranger 12. Humanóide médio (grandão), caótico e maligno.
132 PVs. Deslocamento 9 m. Iniciativa
BBA +12. Bônus de manobra +22
Sentidos: Percepção +15, visão no escuro, faro.
CA 24 (-1 tamanho, +6 nível, +3 Des, +6 Con).
Ataques: Martelo +19 4d6+14 (x3) ou
Arpão +19 1d6 +12 (x3) ou
Martelo +19 e Arpão +19
(Azóz possui um bônus total de +30 (mais trinta) para realizar a manobra desarmar usando seu arpão)
Fort +14 Reflx +11 Von +6
For 26 Des 16 Con 22 Int 13 Sab 10 Car 8
Talentos: grandão, braços desiguais, especialização em combate, desarmar aprimorado, empunhadura poderosa, usar arma exótica (arpão protético), combater com duas armas, combater com duas armas aprimorado, combater com duas armas maior, rastrear.
Perícias: Atletismo +23, Cavalgar +18, Cura +15, Furtividade +22, Iniciativa +18, Percepção +15, Sobrevivência +15, Intimidação +9.
Equipamento: cinturão de Ragnar, martelo enorme de adamante +1, arpão protético grande obra prima.
Habilidades de ranger: empatia selvagem, inimigo predileto: anões (+6), terrenos prediletos: planície (+2) e tundra (+2), tolerância, vínculo selvagem (companheiro animal), caminho da floresta, rastreador eficaz, evasão, rastro invisível.

Cinturão de Ragnar: é um cinturão que concede bônus de +4 em FOR e +4 em CON, mas apenas se usado por hobgoblins ou bugbears.

Nova arma: arpão protético. Descrição: é aquele arpão do Aquaman, implantado no braço de alguém que perdeu a mão. Dano (m) 1d4 (x3). Categoria: arma leve. Custo: 5 TO. Tipo: perfuração. Especial: o arpão concede +4 de bônus para a manobra desarmar.


Companheiro animal de Azóz (algo parecido com um lobo albino gigante): Animal 9, Grande, neutro. 54 PVs. Deslocamento 9 m. Iniciativa +6. BBA +6, Bônus de manobra +18. Sentidos: percepção +13. CA 19 (-1 tamanho, +4 nível, +2 Des, +4 natural). Ataques: mordida +11 2d6+10 ou garra +11 1d6+10 ou mordida +9 e duas garras +9. Fort +8, Reflx +8, Von +5. For 22, Des 15, Con 15, Int 2, Sab 12, Car 6. Talentos: ataques múltiplos, arma natural aprimorada (mordida), armadura natural x2. Habilidades de companheiro animal: tamanho grande, garras e presas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário