terça-feira, 17 de agosto de 2010

Verme da Agonia!

Artigo enviado pelo colaborador da Montanha "The Quaresma"!


Verme da Agonia, o mini-hecatônquiro de “O Caçador de Apóstolos”

A imagem que chegava primeiro aos olhos era um verme”. Longo e gordo, com metros de comprimento, largo como uma carroça. Mas não era um verme. Sua superfície irregular era formada de troncos humanos, e braços e pernas. Cabeças projetavam-se por toda sua extensão, de todos os lados. A coisa locomovia-se agarrando a terra e a grama com seus dedos deformados, arrastando o corpanzil. Os membros e rostos que tocavam o solo eram esfolados, deixando uma trilha de sangue e fiapos de carne.
(...) Espadas e escudos no meio daquilo tudo, como pedras em um pedaço de argila. Quando o monstro se movia, as lâminas mordiam e cortavam, e a coisa se agitava ainda mais, de agonia. O verme gritava por uma dezena de bocas, gemidos fracos, e também por alguma garganta monumental que se formara em seu interior.
Voltou-se para eles, estendendo seus braços e agitando suas lâminas. Convulsionou, rearranjando seu corpo, e eles puderam ver o baú semi-enterrado em seu interior. A fera era formada pelos corpos dos homens, e por seus objetos.”
                                                     - O Caçador de Apóstolos, por Leonel Caldela


Imagine que você é um exímio artesão e criou vários bonecos de massa de modelar de uma cor bem parecida com cor de pele. Todos têm rostos bem definidos, únicos, exatamente como você, sua família, seus amigos e outras pessoas que você conhece. Dê nome a seus bonecos, imagine suas personalidades, como eles lidam uns com os outros, seus gostos e manias e como eles se assemelham a você e aqueles a sua volta. Coloque todos eles, junto com qualquer tranqueira que consiga achar (borrachas, clipes de papel, canetas quebradas, etc.), em cima de uma mesa. Ponha seus braços ao redor de tudo isto, como se fosse abraçá-los e ao mesmo tempo, formando uma cerca ao seu redor. Agora feche seus braços e amasse todos seus bonecos junto com as porcarias em uma única massa disforme, grotesca, repugnante e familiar, pois você ainda consegue ver o rosto do Mauro, do Roger, da Érica e da Marcela distorcidos e perfurados por uma lapiseira quebrada. Toda essa desumanidade, perversão e sadismo traduzem o que esta coisa que você acabou de criar na sua mente provoca nos miseráveis que encontram essa criatura.
Meus parabéns, você agora tem seu próprio Verme da Agonia!
O Verme da Agonia é uma criatura difícil de ver. Vários corpos deformados e fundidos numa única massa grotesca, arrastando-se como um verme e salpicado por objetos avulsos, além de armaduras, escudos e armas.
Esta criatura não aparenta ter um habitat natural. A maior parte dos relatos de suas aparições menciona que foram encontradas em estradas remotas, muito longe de lugar algum, sugerindo que, de acordo com as más línguas, o monstro nasce de cadáveres de viajantes que morrem antes mesmo de alcançar seu destino. Mas também há relatos, de aventureiros e exploradores, de Vermes da Agonia encontrados em cavernas, masmorras, montanhas e até florestas. E, felizmente, não há sequer um relato confiável de qualquer tipo de organização entre as bestas, nunca sendo encontradas em companhia de outra de sua espécie. Entretanto, ainda há aqueles que dizem ter encontrado um mendigo sem um braço, ou perna, ou até ambos, que afirma ter perdido o membro pra um monstro desse durante uma guerra desconhecida, onde um exército de vermes massacrava hordas de seus companheiros de armas. O intrigante é que as várias descrições do indivíduo são muito similares, indicando que seja a mesma pessoa, exceto pelo fato do membro perdido ser sempre diferente em cada um dos relatos.
As origens deste horror são incertas. Alguns dizem ser uma forma de punição divina, outros dizem ser uma cria dos infernos, ou até o diabo em pessoa! Aqueles mais familiarizados com a arte da necromancia julgam ser um experimento que deu (muito) errado. E ainda existem várias outras possíveis origens, mas aquela mais aceita por estudiosos e aventureiros experientes é a que afirma que a criatura é fruto de um artefato misterioso, que emana um tipo de energia alienígena que distorce a realidade ao redor, e acaba atingindo desafortunados e gerando o horror que é o Verme da Agonia. Esta é a teoria mais aceita, pois há quem diga que viu alguém matar, ou matou, um exemplar desses deslocando tal artefato da criatura e afastando-o dela. O que faria a criatura gritar em agonia coletiva pelas inúmeras bocas que possui, sendo essa a origem do nome da criatura. O grande problema dessa teoria é que não há concordância sobre o que de fato seria o artefato que causa o surgimento da criatura. Uns dizem ser uma orbe com essência de um ser maligno, outros afirmam que seja um amuleto profano, uma crânio de demônio, ou até uma escultura desgastada pelas eras feita de um tipo de minério alaranjado nunca visto antes.
Seja qual for a verdadeira origem, algo nunca muda: A ferocidade e brutalidade com que a criatura ataca. Seja atacando com armas em sua superfície, projetando tentáculos feitos de braços e pernas emendados uns aos outros que saltam da criatura e golpeiam, agarram e arrastam a vítima para dentro da criatura, adicionando-a para a coleção de corpos que gritam em agonia.


Verme da Agonia     ND 14.
Monstro 9, Enorme(comprido), Neutro.
Iniciativa +13.
Sentidos: Percepção +5(+9 para observar), Visão no Escuro.
Classe de Armadura: 23(+1 DES, +4 Natural, +4 Nível, +6 CON, -2 Tamanho).
Pontos de Vida: 108.
Resistências: Fort +12, Refl +7, Vont +7.
Deslocamento: 9m.
Ataques Corpo-a-Corpo: Pancada +19 (1d8+10, x2, Alcance: 4,5m[3 quadrados]), Arma Corpo-a-Corpo +19 (Dano e decisivo da Arma MÉDIA, Alcance: 4,5m[3 quadrados]) e Arma Corpo-a-Corpo de Haste +19 (Dano e decisivo da Arma MÉDIA, Alcance: 7,5m[5 quadrados]).
Habilidades: For 30, Des 12, Con 22, Int 2, Sab 13, Car 3.
Talentos: Anatomia Insana, Casca Grossa, Fortitude Maior, Membros Estendidos, Reflexos de Combate, Reflexos Rápidos, Visão Ampla.
Agarrar Aprimorado: Se o Verme da Agonia acertar um ataque de Pancada, poderá fazer a manobra agarrar como uma ação livre.
Anatomia Insana: O Verme da Agonia tem 50% de chance de ignorar o dano extra de um acerto crítico ou ataque furtivo.
Cura Acelerada 10: No início de cada rodada, o Verme da Agonia recupera 10 PV perdidos.
Engolir: Se Verme da Agonia inicie seu turno agarrando um personagem menor que ele, poderá realizar um teste de manobra contra este personagem como uma ação livre. Se for bem sucedido, engolirá o personagem causando 2d6+10 de dano. Um personagem engolido sofre, a cada rodada que a criatura permanecer dentro do Verme da Agonia, este mesmo dano. Um personagem engolido pode tentar escapar causando 15 pontos de dano ao interior da criatura, e este dando deve ser cortante ou perfurante. Especial: Caso um personagem morra dentro de um Verme da Agonia, ele é assimilado e passa a integrar o verme. O Verme recebe For +1, Con +1, 1d8 PV, +1 em jogadas de ataque e na CD da habilidade Presença Aterradora.
Presença Aterradora: Devido a sua forma repugnante e grotesca, o Verme da Agonia aterroriza com sua mera presença. Qualquer criatura que esteja a 12m do Verme da Agonia e possam vê-lo ou ouvi-lo deve passar em um teste de Vontade (CD 20, CD baseada em Constituição) ou ficarão assustadas. Personagens bem sucedidos no teste se tornam imunes a esta habilidade por 1 dia.
Visão Ampla: O Verme da Agonia não pode ser flanqueado.
Vulnerabilidade Única: Um Verme da Agonia continuará a se regenerar até que o artefato que causou sua criação seja afastado 30m do verme, o que faz o verme gritar e definhar liberando bile e outros fluídos enojantes. Este objeto sempre estará em contato com um verme e sua posição varia de verme para verme. Role 1d10 para saber onde o artefato está.

1          Dentro do Verme: O artefato está no interior do verme, para recuperá-lo, um personagem deve ser engolido e escapar de dentro do verme.
2-7             Incrustado no Verme: O artefato esta incrustado no “couro” do verme, quase como se estivesse num receptáculo para o mesmo. Para recuperar o artefato, deve-se quebrar o “receptáculo” através da manobra Separar, seguindo as regras normais para tal. O “receptáculo” é considerado um objeto de Dureza 10 e 20 Pontos de Vida.
8-10         Segurado pelo Verme: Uma das várias mãos que compõem o Verme segura o artefato. Para retirá-lo basta um sucesso na manobra desarmar contra o Verme. O Verme não adiciona seu bônus de tamanho para esse teste, pois é uma mão humana (ou quase isso) média que segura o objeto.

Caso o artefato seja removido, o Verme da Agonia faz o possível para recuperá-lo, como se soubesse que algo lhe foi tirado. Ele atacará que estiver segurando o artefato até que consiga recuperá-lo.
Caso um personagem tenha morrido enquanto estava dentro do monstro e foi incorporado a ele, o corpo dele não definhará junto com o monstro (possibilitando sua ressurreição) desde que não se tenha passado 1 dia desde a morte do personagem.


Dicas, explicações e Considerações Finais:

O nome não é oficial, considero o nome que criei compatível com o monstro, mas, contudo, não fui eu que criei o monstro, e sim o mestre Leonel Caldela, então utilizem o nome provisório até que o Caldela se manifeste com um nome melhor (porque se ele tiver um nome, tenho certeza que vai ser melhor =P).
Sobre os ataques, o monstro faz 3 ataque por rodada sim, e as Armas Corpo-a-Corpo que ele usa estão a cabo do mestre, afinal, o monstro surgiu aleatoriamente e englobou  alguns soldados, aldeões, aventureiros, o que seja. Sugiro que o mestre escolha as armas como se tivesse gerando um tesouro aleatório, ou escolha se tiver afim de sentir o gosto de sangue. O dano dessas armas são os de armas médias, mas isso não é sempre assim, afinal, por uma crueldade do destino (ou não?...) o Verme da Agonia poderia ter se formado numa aldeia de ogros, fazendo as armas que o monstro usa de tamanho grande! Aí vale da imaginação e malvadeza de cada um. Isso também vale para outras aleatoriedades do monstro, como onde estará armazenado o artefato.
A CD da presença aterradora é baseada em constituição pelo fato do horror causado pelo monstro ser originado pela quantidade de pessoas que compõem o monstro, que são basicamente seus PV, que vem da Constituição.
A anatomia insana do verme dá 50% de chance de não levar crítico, na verdade, era pra ser 100%, mas melhor dar um desconto se não aumenta demais a ND e ficaria muito desequilibrado.


Quaresma

Um comentário:

  1. Isso sim é um monstro que dá medo!

    Só podia ter saído da cabeça do Caldela mesmo.

    ResponderExcluir