quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Iniciativa TRPG - Grande Norte: O Rei dos Cavalos e A Manada Glacial


O Grande Norte é uma terra afastada e desconhecida, principalmente, porque ninguém conseguiu voltar vivo de lá. Lendas sugerem que há um grande rei que ordena que todos os estrangeiros sejam caçados e executados, para que haja segurança no Grande Norte. Mas há uma lenda que afirma que existe um estrangeiro que o grande rei nunca conseguiu capturar, que esse estrangeiro estaria juntando informações para alertar resto de Arton da ameaça do grande rei do norte e compartilhar com todos o que realmente existe na terra desconhecida chamada de Grande Norte. O que a lenda não relata, é que esse estrangeiro não tem intenção alguma de compartilhar com Arton o que ele descobriu, muito menos pretende deixar o Grande Norte.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Um dia nasceu uma criança na cidade de Mínua, em Namalkah. Um criança comum, de cabelos dourados, olhos castanhos e saudável como um cavalo. E como todas as crianças de Mínua, assim que tinha idade suficiente, conheceu seu irmão cavalo, um pequeno corcel de pelagem e cascos brancos e olhos vermelho sangue, exatamente igual aos outros cavalos que são criados em Mínua. Eram felizes juntos, e seriam o resto de suas vidas se não gostassem tanto de galopar ao lado de cavalos selvagens.

Um dia a criança e seu cavalo, já distantes da civilização por alguns quilometros, avistaram um diferente dos demais. Nu de pelagem, tinha um couro negro e branco, que lembrava o jovem da imagem de um peixe que fora estudado em sala de aula. Além disso, tinha barbatanas, feito peixe, e não crina de cavalo. O jovem e seu cavalo quase saltaram de susto quando o estranho cavalo abriu sua boca, para abocanhar um pequeno coelho que jazia morto no chão, que abria mais que qualquer cavalo conseguia. Os dois hesitaram, duvidando do que viam, então o corcel preto e branco notou a presença de ambos e iniciou sua fuga. Desta vez não hesitaram, o jovem e seu cavalo alvo partiram em disparada, em suas cabeças, apostavam corrida contra o animal que perseguiam.

Corriam rumo as gélidas Montanhas Uivantes, no horizonte já viam neve caindo. O cavalo-peixe sumiu da vista atrás de alguns arbustos cobertos de neve, logo em seguida, ouviram barulho de algo caindo n'água. Atravessaram os arbustos e sentiram algo sublime. Num pequeno lago, havia vários daqueles cavalos, nadando em paz ao redor de um deles, enorme, grande o suficiente para ser montado por um gigante. Sentiram seus corações apertar e suas almas vibraram. Sentiram, criança e cavalo, um êxtase supremo e tiveram uma visão: Viram um homem de cabelos dourados e olhos azuis com luz própria, montado em um poderoso corcel branco, de olhos também azuis e brilhantes, cavalgando em planícies gélidas, cercados de vários daqueles cavalos-peixe alvi-negros. Despertaram e estavam a centímetros do enorme cavalo-peixe e todos os outros prostados ao redor deles, observando-os atentamente. Tentaram fitar os olhos da enorme criatura, não conseguiram elevar a cabeça e acabaram por ver seus reflexos na água. Criança e cavalo perceberam que seus olhos, antes castanto e rubro, respectivamente, agora eram luzes azuis e vivas. Sentiram vontade de ser selvagens, serem donos de si. A criança se despiu, apesar do frio queimar a pele, e ajudou seu irmão cavalo a tirar a cela. Sentiram mais um vez a alma vibrar e o coração bater mais forte em intenso júbilo, pois finalmente conseguiam fitar os olhos daquele enorme cavalo-peixe. E choraram.

Estavam diante de Allihanna, a deusa da Natureza.

A criança que perseguira o cavalo-glacial, que aprendera os nomes de cada animal, agora era um adulto e passara anos junto ao animais em perfeita harmonia. Seu irmão, um imponente corcel alvo trotava com orgulho. Viajavam para o norte, pois a Mãe dissera que eles eram precisos lá. Homem e Cavalo passaram por Mínua em sua jornada para o norte. Uma mulher humana os interrompeu, em prantos, e os chamou por dois nomes que já nem lembravam, mas tinham certeza que um dia já responderam como se fossem seus. 'Meus filhos, o que aconteceu com vocês?' disse a mulher humana que, de acordo com uma vaga lembrança, era mãe do homem, uma mãe menor que Mãe de verdade, uma mãe-humana. 'Para onde vocês vão?!' Exclamou a senhora. Puxando na memória o idioma humano que há muito não usava e já não fluia bem em sua língua, o homem conseguiu responder.

"Norte. Para o Grande Norte."

Então seguiram para o Norte. Atravessaram o deserto e fugiram da tempestade rubra. Finalmente, depois de muito sacrifício, avistaram a terra prometida. Lembraram da visão que tiveram anos atrás e perceberam que faltava algo. Seguiram procurando sinais de cavalos-glaciais.

Quando finalmente os encontraram, não viram exatamente a harmonia que sonharam. Uma pequena tropa de cavalos-glaciais atacava 2 pescadores lamuth, os humanos que viviam ali. Estavam desarmados, munidos apenas de varas de pescar, iscas e o pescado do dia.

O homem e seu irmão-cavalo iniciaram galope, investindo contra os cavalos. Quando estavam quase os alcançando, lançou-se ao ar, na frente de seu irmão-cavalo e transformou-se num enorme cavalo-glacial, exatamente como a Mãe havia se mostrado à eles pela primeira vez. Parou logo atrás dos dois pescadores, que agora choravam ao ver a enorme criatura, levantou os cascos dianteiros (nesse momento, um dos pescadores desmaiou de medo) e desceu ambos no chão com velocidade e força assustadoras, enquanto relinchava em desafio a tropa de cavalos-glaciais que ameaçava os humanos. Os cavalos-glaciais recuaram alguns passos, e ficaram imóveis fitando o homem que agora era cavalo. O enorme cavalo-glacial andou em direção aos cavalos-glaciais, passando pelos pescadores como se não estivessem ali, enquando retornava a forma de homem. Parou na frente do que parecia ser o lider dos cavalos-glaciais, acariciou sua cabeça, disse algumas palavras e virou para sua própria montaria, que prontamente o alcançou e deixou ser montada. Enquanto o Homem partia, junto aos cavalos glaciais, o pescador lamuth que ainda estava consciente e aos prantos sussurou algumas palavras em seu idioma, e então gritou-as novamente para garantir que seu salvador o tivesse ouvido.

"Obrigado Atlarkhan, Obrigado!" Foi o que ele disse.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Atlarkhan, Rei dos Cavalos na língua dos lamuth, é uma figura lendária no Grande Norte. Alguns dizem que ele veio para impedir que o Rei do Inverno espalhasse ainda mais sua tirania, os lamuth acreditam que ele seja uma bênção de Khoritumat, em recompensa ao respeito que os lamuth sustentam por ele e suas criações. Os mais descrentes de Fórthys Sólythass dizem ser ele o que será responsável por destruir a enorme criatura que dorme abaixo da cidade. Sejam quais forem suas verdadeiras intenções, o Rei dos Cavalos só é constante em uma: a preservação do equilíbrio ambiental do Grande Norte.

Suas aparições são sempre diferentes umas das outras. As vezes ajuda caçadores que têm problema em encontrar caça, outras ataca os mesmos caçadores quando caçam em demasia. Sua aparência também muda conforme suas aparições. As vezes é um homem loiro de olhos azuis brilhantes montado num cavalo completamente branco de olhos também brilhantes e azuis. Outros dizem que o Rei dos Cavalos é um enorme cavalo-glacial, que cavalga ao lado do tal cavalo branco de olhos azuis, liderando o resto da tropa de cavalos-glaciais. Alguns afirmam que, na verdade, o Rei dos Cavalos é o próprio cavalo branco, já que ele é a única constante.

A manada de cavalos-glaciais, a Manada Glacial, como passou a ser conhecida, que segue o Rei dos Cavalos é diferente de outras manadas da mesma espécie. Normalmente agressivos, os cavalos-glaciais da Manada Glacial são mais pacíficos, nunca atacando sem provocação ou ameaça de perigo. Alguns dizem até que já viram os cavalos-glaciais da Manada Glacial, que são naturalmente carnívoros, se alimentando de plantas e frutos. Outros ousam até dizer que a Manada Glacial não é composta apenas de cavalos-glaciais, gigacerontes e outros animais típicos do Grande Norte também fariam parte dessa enorme aglomeração de animais. Seja qual for a verdadeira composição da Manada Glacial, todos os animais que ela compõem obedecem e respeitam o Rei dos Cavalos.

Cavalo-Glacial. ND 2
Esse estranho animal vive em lagos gelados. Ele lembra um cavalo com traços de uma baleia assassina da Terra. Mais informações sobre o Cavalo-Glacial podem ser encontradas em Tormenta d20 - Guia do Mestre(página 110).
Animal 4, Grande (comprido), Neutro
Iniciativa: +3
Sentidos: Percepção +8, Faro, Visão na penumbra.
CA 16 (+1 Des, +4 Natural, -1 Tam., +2 nível)
PV 28
Resistências: Fort +7 Reflx +5 Von +3, Resistência à Energia(Frio) 2
Deslocamento: 15m, natação 9m
Ataque corpo-a-corpo: Mordida +7 (1d8+5);
Ataque a distância: pedra +5 1d10+7
For 16, Des 13, Con 16, Int 2, Sab 12, Car 6.
Talentos
: Foco Em Arma(Mordida), Prontidão, Fortitude Maior, Reflexos Rápidos.
Perícias: Percepção +8
Qualidade e Ataques especiais: Faro.

O Rei dos Cavalos
Humano Druida 12, Neutro e Bom
Iniciativa: +9
Sentidos: Percepção +20
CA
27 (+3 Des, +6 Armadura, +2 Escudo, +6 nível)
PV 108(96)* PM 39
Resistências: Fort +14(+11)*, Reflx +11(+9)*, Von +15(+13)*, Resistência a Energia(Frio) 7
Deslocamento: 9m
Ataque corpo-a-corpo: Lança de Gelo Eterno +12 (1d6+9, +1 por frio);
Ataque a distância: Lança de Gelo Eterno +12 (1d6+9, +1 por frio, distância 6m);
For 16, Des 16, Con 18(16)*, Int 12, Sab 20, Car 10.
Talentos
: Combate Montado, Cavaleiro Nato**, Vínculo com Cavalo**, Domínio dos Animais, Magia Natural, Magia em Combate, Pisotear, Tolerância, Fortitude Maior, Vontade de Ferro, Usar Armas Simples, Usar Armaduras (leves, médias), Usar Escudos, Senso da Natureza.
Perícias: Adestrar Animais +15, Atletismo +14(+18)*, Cavalgar +18, Conhecimento: Natureza +16, Identificar Magia +16, Percepção +20, Sobrevivência +20.
Habilidades de Classe:
Empatia Selvagem (+12), Vínculo Natural, Caminho da Floresta, Rastro invisível, Forma selvagem aprimorada (2 habilidades, 6/dia), Imunidade a venenos.
Magias conhecidas:
0: Intuir direção, purificar alimentos, detectar magia, luz.
1: Curar ferimentos leves, bom fruto, suportar elementos, enfeitiçar animais, desespero, criar chama, névoa obscurecente, compreender idiomas.
2: Curar ferimentos moderados, Imobilizar pessoa, resistência à energia, pele de árvore.
3: Curar ferimentos graves, envenenamento, nevasca, dominar animal.
4: Curar Ferimentos Críticos, Destruição Sagrada, poder divino, proteção contra morte.
5: Coluna de Chamas, Matar, Força dos Justos, Pele Rochosa
6: Cura completa, doença plena, dissipar magia maior, sementes de fogo
Equipamento: Couraça de Gelo Eterno da fortificação moderada +1, Manto da Resistência +2, Anel do Sustento, Amuleto da Saúde +2, Escudo Pesado de Gelo Eterno, Lanças de Gelo Eterno.

Companheiro Animal: Cavalo Albino de Mínua. Animal 15; N; tamanho Grande(Comprido); desl. 21m; 150 PVs; CA 39 (+7 Des, +5 Con, +10 Natural, +7 nível, +1 Esquiva, -1 Tamanho); Ataques Corpo-a-Corpo: Cascos +17(1d6+12); Fort +13 Refl +16 Vont +8; For 20, Des 24, Con 20, Int 2, Sab 12, Car 6; Perícias e Talentos: Fortitude Maior, Reflexos Rápidos, Vitalidade, Casca Grossa, Esquiva, Mobilidade, Corrida, Acuidade com Arma, Reflexos em Combate, Tolerância; Percepção +19. QE: Visão na Penumbra, Tamanho Grande, Rapidez, Armadura Natural(maior), Agilidade(aprimorada).

* Os Valores em parênteses são os valores originais, sem aplicação de falha de armadura ou bônus por itens mágicos.
** Os talentos Cavaleiro Nato e Vínculo com Cavalo podem ser vistos em: Cavaleiro Nato e Vínculo com Cavalo.

======================================================

E finalmente está aí minha contribuição para o primeiro tema da Iniciativa TRPG. Está sujeito a ajustes de ficha, já que tenho umas dúvidas pertinentes ao druida e estou aguardando a resposta oficial do Guilherme. O que tiver de errado vocês avisam pra eu consertar e a história eu desandei um pouco no meio do caminho, mas dá pro gasto. Qualquer sugestão de nomes melhores eu estou aceitando.
Obrigado e volte sempre.
Cyaz!

5 comentários:

  1. Bom post, mas cavalos-glaciais não deveriam ter resistencia a dano por frio?

    Legal as referências a vários posts da Iniciativa, mas aconselho a colocar um link nestas referências, para alguém que não acompanha os demais blogs e o fórum possa se guiar e se aprofundar se desejar.

    Abração,
    Edu Guimarães

    ResponderExcluir
  2. Aloha Edu!
    Bom, eu não tinha colocado resistencia ao frio nos Cavalos pq eu só fiz "traduzir" a ficha que tinha no Guia do mestre do tormenta d20 pro TRPG, e lá não tinha, mas agora que você comentou, botei uma resistencia a frio 2, é pouco, mas é mais do que ele tinha.
    E os links já foram colocados, se tiver algum que eu esqueci de colocar, avisae.
    E yes! Meu plano de fazer a Liga Independente o próximo tema da Iniciativa deu certo! Agora ao próximo passo: DOMINAR O MUNDO!
    Bwhahahahahahahahahahhahahahahahahahahha!

    ResponderExcluir
  3. Olha só, eu estava pensando mesmo em adaptar o cavalo glacial. Ainda bem que vc fez isso de forma muito mais interessante Quaresma!

    ResponderExcluir
  4. olha so eu estava mesmo pensando mesmo em ver essa coisa estranha

    ResponderExcluir
  5. sera que existe um reino de cavalos

    ResponderExcluir